Labirinto_2010, 2010
Dimenção / Dimension
350 m2
Categoria / Category
installation
Material / Materials
Piso emborrachado, aço inox, fibra de vidro, peça sonora, sistema sonoro para reprodução e amplificação de áudio, sistema de sensores

A obra Labirinto_2010, de caráter permanente, é uma grande praça composta por conjuntos de corrimãos de aço inox tubular, visando à formação de diferentes passagens e caminhos, concebidos como um conjunto lúdico para descobertas e invenções. Somado a esta experiência que transforma o visitante em coreógrafo, pois sua movimentação estabelece, a cada passo, uma nova imagem-movimento, está a presença imaterial e inesperada de cantos de pássaros brasileiros: o que se ouve não se reafirma naquilo de que se tem experiência através da visão. Os pássaros escolhidos são habitantes da região de São Paulo e arredores, e seus cantos mapeiam uma paisagem distante que se estende desde o litoral paulista até o interior do estado. O mar, a mata, a paisagem natural, não estão ali fisicamente. Apenas a memória poderá completar a cena. Esta experiência sonora é acionada pelos visitantes – por meio de sensores de presença instalados nos bancos posicionados no interior da grande praça para o conforto daqueles que optarem pelo simples desfrute e deleite visual da cena construída. O piso é uma espécie de tapete em curvas, feito em material emborrachado próprio para o uso de crianças e oferece segurança para atividades com o corpo. Para completar o jogo, os nomes dos pássaros escolhidos (popular e científico) estão inscritos na obra em Braile e em alfabeto romano, fazendo com que a obra se abra para distintas percepções e possibilidades de acesso.


foto: Flávio Lamenha


foto: Flávio Lamenha


foto: Flávio Lamenha


foto: Flávio Lamenha